Sharing is caring!

.

"Sobre a Rocha"

“Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica
será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha;
e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos
e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu,
porque fora edificada sobre a rocha.”
—Mateus 7:24-25

WM-Portuguese-cover

Sua casa está construída sobre a rocha? Você tem certeza? Porque a Palavra de Deus diz que as chuvas virão. Elas podem vir na forma de uma crise financeira, morte de alguém querido, infidelidade ou problemas de saúde. E o seu casamento; ele resistirá? Grande é a queda da maioria dos casamentos; o seu será o próximo? Ou, talvez, ele já tenha desmoronado. Homens, é hora de todos nós reconstruirmos nossos lares firmemente sobre a Rocha de Jesus Cristo – firmemente sobre a Sua Palavra. Os caminhos do mundo garantirão somente a destruição dos nossos lares juntamente com nossas esperanças e planos para as nossas famílias.

Você sabe realmente o que a Palavra de Deus diz a respeito das suas responsabilidades? Você tem lido os propósitos de Deus (encontrados na Bíblia) e moldado seu lar de acordo com eles? Aqui estão algumas perguntas que serão respondidas pelas Escrituras nos próximos capítulos: Devemos disciplinar nossos filhos somente por nos “desafiarem deliberadamente”? Por que a maioria das mulheres parece demonstrar aquelas atitudes e características de uma esposa ideal com os seus chefes? Como a prática do controle de natalidade e esterilização na verdade encorajaram e propagam o homossexualismo? Há algo errado com o divórcio, especialmente sob certas circunstâncias?

Por que os insultos e os males são trazidos em nossas vidas, e como isso se relaciona com as bênçãos de Deus? Qual é o perigo quando uma esposa supre todas as suas próprias necessidades e o casal não depende mais um do outro? Por que as Escrituras nos dizem que não devemos nos apavorar de medo? Alguns pregadores nos dizem que devemos ficar com raiva, isso é verdade? O seu pastor deveria ser o líder espiritual da sua família? Se você colocar a sua esposa em primeiro lugar em sua vida, o que acontecerá com o seu casamento?

A maioria dos homens está tão ocupada com hobbies, esportes e trabalho que gasta pouco ou nenhum tempo estudando a Palavra de Deus. Em muitos casos, suas esposas estão incansavelmente se saturando com estudos bíblicos e seminários, e apesar disso os lares deles continuam caóticos e desmoronando. Você já se perguntou se o seu casamento irá durar? Você tem certeza de que ele resistirá ao teste do tempo? Bem, a Palavra de Deus diz, “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe para que não caia.” (1Cor. 10:12).

Sã doutrina? Como Cristãos gostamos das mensagens dos púlpitos ou de rádios cristãs, que nos dão motivação para buscar ao Senhor; mas e aquelas mensagens que nos trazem convicção verdadeira? Nós fugimos daquelas palavras? Muitos pregadores hoje em dia sentem a necessidade de atrair grandes multidões por razões financeiras; assim eles geralmente pregam o que sua congregação ou seus ouvintes querem ouvir para que as multidões venham e façam grandes ofertas para seus ministérios. “Porque virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão para as fábulas.”  (2 Tim. 4:3-4).

Lobos famintos.  Jesus nos alertou sobre líderes espirituais que tentariam nos enganar.  “Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis...”  (Mt.  7:15-16).  Podemos ver os frutos financeiros de muitos ministérios, embora a maioria de seus seguidores esteja perecendo por falta de conhecimento. “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento...” (Os. 4:6).

Acha sabedoria. Se você ouvisse uma mensagem forte intitulada “Líder Espiritual”, “Concupiscências da Carne”, ou “Um Amante de Si Mesmo” e ela te trouxesse convicção, você abraçaria ou correria dessa convicção? Não condenação, mas convicção. Você sabe a diferença? “Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enojes da sua repreensão; porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem. Feliz é o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire entendimento; pois melhor é o lucro que ela dá do que o lucro da prata, e a sua renda do que o ouro.” (Pv.  3:11-14).

Seu propósito. Satanás traz condenação sobre nós – pensamentos que nos fazem sentir desesperançados. O Senhor, no entanto, nos convence em nosso espírito para nos mostrar as coisas em nossa vida que precisam ser mudadas. A culpa não é de todo mal. Ao contrário, devemos nos sentir culpados quando pecamos. Se uma pessoa não sente culpa ou remorso por seus pecados, por que ela se arrependeria? Mesmo a falta de esperança que a condenação traz pode ser usada para o bem se nos voltarmos a Deus por esperança. “E sabemos que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados segundo os Seus propósitos.” (Rom. 8:28). Você sabia que frequentemente é Deus, não o inimigo, quem traz as provações para nossas vidas para fortalecer nosso relacionamento com Ele? Foi Deus quem trouxe as muitas provações na vida de Jonas para trazê-lo à obediência, e foi Deus quem cegou Saulo para que pudesse transformá-lo no apóstolo Paulo. Realmente importa de onde vem a adversidade contanto que nós deixemos que cada uma dessas provações nos transforme mais a imagem do Senhor?

Meus caminhos, meus pensamentos.  O que está escrito nas próximas lições pode parecer “grego” para vocês. Muitas destas verdades são raramente, se alguma vez, pregadas no púlpito, discutidas em rádios cristãs ou escritas em livros cristãos.  “Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” (Is.  55:9).  Estes ensinamentos são facilmente encontrados nas escrituras, mas são frequentemente desconsiderados, subestimados ou mal interpretados para justificar uma visão oposta, ou até mesmo para justificar o pecado.  “Toda palavra de Deus é pura, escudo é para os que nele confiam.  Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e tu sejas achado mentiroso.” (Pv. 30:5-6).

Um coração quebrantado e contrito. Seu coração está quebrantado e contrito? Ele deve estar assim para receber a Verdade. “O sacrifício aceitável a Deus é o espírito quebrantado; ao coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” (Sl.51:17). O seu coração quebrantado é o solo fértil que o Senhor diz que irá produzir muitos frutos. “Ouça então a parábola do semeador. A todo o que ouve a palavra do reino e não a entende, vem o Maligno e arrebata o que lhe foi semeado no coração; este é o que foi semeado à beira do caminho. E o que foi semeado nos lugares pedregosos, este é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria; mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e sobrevindo a angústia e a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza.  E o que foi semeado entre os espinhos, este é o que ouve a palavra; mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e ela fica infrutífera.  Mas o que foi semeado em boa terra, este é o que ouve a palavra, e a entende; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta” (Mt. 13:18-23).

Não o ouviram. “Mas bem-aventurados os vossos olhos, porque veem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram” (Mt. 13:16-17). Você precisará de um “ouvido para ouvir”, o que significa ouvir e desejar ganhar toda a sabedoria que a Bíblia tem a oferecer.

Medita dia e noite.  Você precisará renovar sua mente para alinhá-la com o que Deus diz sobre todas as coisas.  A maioria das pessoas confia no que é bem aceito conforme os padrões do mundo, ou segue os chamados “especialistas” numa determinada área. Não vamos nunca nos esquecer que Deus é nosso Criador.  Ele não saberia como lidar com cada circunstância ou relacionamento que Ele mesmo criou?  “Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará” (Sl. 1:2-3).

Sua Palavra é a Verdade. O inimigo muitas vezes tentará fazer com que você rejeite o que está escrito neste livro. Ele pode tentar causar discordância levando você a pensar ou dizer que não concorda com a autora. Em primeiro lugar, não importa o que a autora está escrevendo ou dizendo. Tudo o que importa é o que Deus diz, pois Ele é o Autor e Criador da vida. Em segundo lugar, devemos nos lembrar que o inimigo tentará desencorajá-lo, e a discordância é uma de suas táticas favoritas. Se você não acredita no que está escrito nessas lições você tem três escolhas: Você pode conversar com alguém que você sabe que irá concordar com você. Você pode aceitar apenas aquilo que quiser e passar por cima do resto. Ou você pode buscar a verdade. “Santificai-vos na verdade, a Tua Palavra é a Verdade.” (João 17:17).

Buscai e achareis. “Buscai antes o seu reino, e estas coisas vos serão acrescentadas” (Lc 12:31). “Pelo que eu vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á” (Lc 11:9). Use sua chave bíblica; permita que o Senhor te guie em direção a toda a verdade. Memorize um versículo e repita-o diversas vezes em sua mente. Então, um dia, será como se uma luz se acendesse em um cômodo escuro; você conhecerá a verdade! O esforço valerá a pena! Encontre tempo para fazer isso! “Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios.” (Sl 90:12). Se O buscarmos em primeiro lugar, Ele promete que tudo o mais Ele nos dará,

Fome e sede. Se somos crentes, Cristãos, então nosso propósito na terra é glorificar a Deus em tudo que fizermos. Não foi isso o que Jesus fez em Sua vida? E, se nos denominamos Cristãos, devemos ser seguidores de Cristo. Mas somos? Como seguimos a Cristo? Talvez você já tenha tentado seguir a Cristo muitas vezes antes, mas tropeçou e não pôde continuar. Se você conseguir abrir seu coração para Deus e continuar a ler as Escrituras que se encontram nas próximas lições, a Sua Palavra lhe causará fome e sede por Ele e Sua Verdade. “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos” (Mt. 5:6). “Como o cervo anseia pelas correntes das águas, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus!” (Sl 42:1). Que forma maravilhosa de sentir o Senhor e Sua Palavra!

Sua Palavra.  As Santas Escrituras de Deus serão as palavras mais importantes nas páginas seguintes. Sua Palavra cura.  “Enviou a sua palavra, e os sarou, e os livrou da destruição” (Sl. 107:20). Sua Palavra é a luz que iluminará a escuridão. “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho” (Sl. 119:105). Sua Palavra é a Verdade. “A soma da tua palavra é a verdade, e cada uma das tuas justas ordenanças dura para sempre.” (Sl. 119:160). E é a Verdade que te libertará. “E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” (João 8:32).

Simplesmente faça! Uma vez que você tenha começado a entender e aceitar as verdades de Deus, você deve então tornar-se um praticante da Sua Palavra. “Pois se alguém é ouvinte da palavra e não cumpridor, é semelhante a um homem que contempla no espelho o seu rosto natural; porque se contempla a si mesmo e vai-se, e logo se esquece de como era.” (Tg.  1:23-24). Você deve praticar o que aprendeu ou nunca haverá qualquer mudança em sua vida!

Zeloso pelo que é bom? Deixe esse pensamento predominar em sua mente: os ensinamentos nesse manual foram escritos para ajudá-lo a se tornar um zelote (um fanático pela Verdade encontrada na Palavra de Deus). Você ficará desse jeito quando se vir encurralado, afundando e procurando por algo que te salve. Você ficará assim quando vir um vazio real em sua vida que fará com que seu coração e suas entranhas doam porque você precisa desesperadamente que o vazio seja preenchido. Se é assim que você está, então você vai se tornar um zelote. Obedeça zelosamente – entusiasticamente! Ensinamentos zelosos precisam de obediência zelosa.

“Ora, quem é o que vos fará mal, se fordes zelosos do bem?” (1 Pe. 3:13). Jesus requereu este tipo de obediência zelosa enquanto Ele estava na terra. “Se, pois, a tua mão ou o teu pé te fizer tropeçar, corta-o, lança-o de ti; melhor te é entrar na vida aleijado, ou coxo, do que, tendo duas mãos ou dois pés, ser lançado no fogo eterno.  Se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o e lança-o fora de ti; melhor é entrares na vida com um só dos teus olhos do que, tendo dois, seres lançado no inferno de fogo” (Mt.  18:8-9).

Vem, segue-Me. “E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: ‘Uma coisa te falta; vai vende tudo quanto tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, segue-me’. Mas ele, pesaroso desta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitos bens. Então Jesus, olhando em redor, disse aos seus discípulos: ‘Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!’” (Marcos 10:21-23). Somos como o homem rico, relutando em seguir Jesus? Quantas vezes Ele te chamou, mas você estava tão atarefado com as coisas desse mundo que escolheu não O seguir?

Deixe de lado todo o embaraço. “Portanto, nós também, pois estamos rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta...” (Hb 12:1). “A noite é passada, e o dia é chegado; dispamo-nos, pois, das obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz” (Rm 13:12). “... quanto ao procedimento anterior, a despojar-vos do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano...” (Ef 4:22). Você deve fazer mudanças em sua vida imediatamente e comprometer-se a seguir Jesus Cristo. Quando será a próxima vez que Ele vai te chamar? Quando será a última vez que Ele vai te chamar? Poderia ser essa a sua última oportunidade? Medite agora nesse versículo: “No entanto, não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida?  Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece.” (Tiago 4:14).

Morno. Deus despreza o Cristão morno. Você está ardendo por Ele? O que Ele precisa fazer na sua vida para movê-lo em Sua direção e em direção à Sua Palavra? “Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca.” (Ap. 3:15-16). Faça com que cada momento, com que cada dia conte.

Espiritualmente pobre. Você está falido espiritualmente? Se estivesse financeiramente falido, certamente estaria lutando para conseguir o dinheiro necessário para pagar suas contas e alimentar sua família; mas e o alimento espiritual que você precisa compartilhar com sua família?

Construiu sua casa sobre a areia. Vamos encarar isso; muitos de nós construímos nossa casa sobre a areia movediça dos valores do mundo. Colocamos nossos desejos por riquezas, fama e posição acima do nosso desejo de seguir a Cristo. É apenas uma questão de tempo antes que essa casa de cartas desmorone. Temos visto os sinais; temos visto outros irmãos Cristãos caírem. Os homens que encontram e leem esse manual, e cujas casas já caíram “e grande foi sua queda”, realmente estão em vantagem. Como não têm nenhum lugar para morar, eles juntam os pedaços de destroços e começam a reconstruir. Eles não têm outra escolha a fazer; Deus fez por eles. “Mas todo aquele que ouve estas minhas palavras, e não as põe em prática, será comparado a um homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu; e grande foi a sua queda” (Mt 7:26-27). Comece a reconstruir sua casa, passo a passo, tábua a tábua, sobre a rocha de Jesus Cristo. Use somente a Sua Palavra como sua planta. Deixe que este manual te motive e te ajude a iluminar aquelas áreas que fazem parte das circunstâncias e situações de sua vida que precisam ser mudadas.

Não tenha medo deles; lembre-se do Senhor. “Então, falou na presença de seus irmãos e do exército... ‘Que fazem estes fracos judeus? Fortificar-se-ão? Oferecerão sacrifícios? Acabarão a obra num só dia? Vivificarão dos montões de pó as pedras que foram queimadas? Ainda que edifiquem, vindo uma raposa derrubará o seu muro de pedra!’” (Ne. 4:2). Conte com escárnio e zombaria quando você começar a reconstruir sua vida. Leia todo o quarto capítulo de Neemias como motivação e preparação. Marque em sua Bíblia as passagens em Neemias que explicam o que os judeus fizeram para superar aqueles que tentaram barrá-los. Em primeiro lugar, eles oraram quando os outros começaram a escarnecer deles e então Deus concedeu a eles direção juntamente com “uma forma de trabalhar”.  Em seguida, eles estabeleceram um sistema de defesa, dia e noite.  Eles também se conscientizaram de seus pontos fracos e fortaleceram sua defesa naquelas posições. (Soa um pouco como uma guerra, não soa? Para saber mais sobre a batalha espiritual que você estará enfrentando diariamente, veja a lição 5, “Nossas Armas de Guerra”, para obter mais conhecimentos). Os líderes lutaram contra o medo daqueles que estavam liderando. “Olhei, levantei-me, e disse aos nobres, aos magistrados e ao resto do povo:  ‘Não os temais!  Lembrai-vos do Senhor, grande e temível, e pelejai por vossos irmãos, vossos filhos, vossas filhas, vossas mulheres e vossas casas’” (Ne.  4:14). No final das contas, o inimigo viu que era Deus quem estava ao lado deles.

Aconselhar-te-ei sob minha vista.  Você vai continuar ao longo das próximas lições   com o comprometimento zeloso necessário? Nós não somos capazes de fazer as mudanças em nós mesmos. Somos pecadores; nossa justiça não é nada além de trapos imundos. Contudo, quando permitimos Deus trabalhar em nós e através de nós, Ele vai começar a fazer mudanças profundas dentro de nós. “Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; aconselhar-te-ei, tendo-te sob a minha vista. Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio; de outra forma não se sujeitarão” (Sl. 32:8-9).

De acordo com o Seu propósito.  O Senhor vem a nós no momento exato de nossas necessidades. Ele permite que passemos por viradas em nossas vidas, através de várias provações, para aprendermos a depender Dele. É durante os momentos de aflição que nós O buscamos, e então Ele nos permite encontrá-Lo. O quebrantamento muitas vezes traz mudanças reais e permanentes. É por isso que podemos louvá-Lo em todas as coisas porque temos a certeza de que “todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, para aqueles que são chamados de acordo com seus propósitos” (Rom. 8:28). Podemos ver nessa passagem de Romanos que nosso objetivo deve estar de acordo com o Seu propósito. Então qual é o Seu propósito para as nossas vidas? A maioria de nós está familiarizada com Romanos 8:28, mas para realmente entendermos Seu propósito devemos continuar lendo. “Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos; e aos que predestinou, a estes também chamou; e aos que chamou, a estes também justificou; e aos que justificou, a estes também glorificou. Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rm. 8:29-31).

Suas obras O negam? Você realmente O ama o suficiente para obedecer a Ele? Estamos mais interessados em nosso propósito ou em Seu propósito? Onde está seu coração? Muitas vezes quando uma dificuldade aparece em nossas vidas, nós começamos a obedecer egoisticamente para nos confortar ou proteger do que está nos machucando. Então, se a dificuldade ou sofrimento continuam, começamos a ver a necessidade de uma mudança mais permanente. Nós desenvolvemos uma percepção que nos revela as razões pelas quais Deus permitiu a dificuldade. Possivelmente, é para nossa salvação ou para a salvação de alguém que amamos; mas certamente, a provação é para nossa santificação para que nossas obras não mais O neguem. “Afirmam que conhecem a Deus, mas pelas suas obras O negam, sendo abomináveis, e desobedientes, e réprobos para toda boa obra” (Tt. 1:16).

Meu coração de pedra. Enquanto esperamos pelo dia de nossa glorificação, Deus nos encoraja a sermos zelosos em nossa vida de oração. Ele quer que alcancemos o ponto de verdadeiramente clamarmos a Ele. Quando você vai chegar a esse ponto? Você vai clamar num período de frustração ou terá que chegar ao ponto de ver morrer alguém que você ama? Talvez seja somente a ameaça de perder alguém que irá te trazer a esse ponto. Possivelmente, a destruição do seu casamento te fará clamar ao Senhor. Devemos nos perguntar, quão duro é o meu coração? “Também vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne” (Ez. 36:26). Você deseja pedir a Deus essa mudança de coração “custe o que custar”?

Endurece a cerviz. O Senhor disse que se você apenas pedir, você irá receber. “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á” (Mt. 7:7). Se formos verdadeiramente cristãos, seguidores de Cristo, então estaremos ansiando por estar mais perto Dele. Você anseia por Ele? Ou, ao contrário, você se cerca de coisas que matam este desejo? Se for assim, querido amigo, você não é um Cristão ardente por Deus, mas um infiel. “Dos seus próprios caminhos se fartará o infiel de coração...” (Pv. 14:14). Você já teve o suficiente ou precisa ser quebrantado? “Aquele que, sendo muitas vezes repreendido, endurece a cerviz, será quebrantado de repente sem que haja cura” (Pv. 29:1).

Contristados para arrependimento. Para nos arrependermos e nos afastarmos da vida morna que estamos levando, devemos estar contristados. “Agora, me alegro não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus, para que, de nossa parte, nenhum dano sofrêsseis. Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte” (2 Co. 7:9-10).

Destruindo conselhos e toda a altivez. O que está separando você do conhecimento de Deus? O que te impede de ler Sua Palavra diariamente? Se Deus não é o primeiro em sua vida, então o que ou quem é? Seu trabalho? Sua família? Entretenimento? O que mantém você tão ocupado que te impede de ao menos dar a Deus uma reconsideração ou um momento do seu precioso tempo? “Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo; e estando prontos para vingar toda a desobediência, quando for cumprida a vossa obediência” (2 Co. 10:5-6).

Confessai seus pecados uns aos outros. Se você estiver pronto, se você se permitiu ser convencido, você está pronto para mudar a sua vida. Comece pela confissão. “Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tg. 5:16). Se você não estiver quebrantado, provavelmente desprezará esse livro agora ou continuará a lê-lo somente para provar a si mesmo que você é o bom Cristão que afirma ser. Mas nós dois sabemos que sua vida nunca irá mudar porque isso nunca irá penetrar em seu coração. Será meramente como falar com uma porta.

Não estranheis a ardente prova. Estas páginas foram escritas por alguém que estava completamente quebrantada. Deus frequentemente usa pessoas em nossas vidas para nos quebrantar. Inicialmente pode ser apenas uma contrariedade, mas depois as coisas vão crescendo para uma frustração completa. Nós nos voltamos para Ele neste ponto ou, pelo contrário, endurecemos nossos corações ou nossos pescoços? Deus está tentando nos mudar, nos moldar. “Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse; mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis” (1 Pe. 4:12-13).

Mas, geralmente, não gostamos da situação, e definitivamente não gostamos da pessoa que Deus usa para trazer as provações e frustrações em nossas vidas, porque não conseguimos enxergar que Deus está por trás. Nós nos tornamos amargos e irritados com as pessoas ou as circunstâncias que Ele usa. Tentamos romper o relacionamento, apenas para encontrar as mesmas provações e frustrações seguindo-nos para o próximo relacionamento. Queridos crentes, é o Senhor que está tentando nos mudar, gentilmente a princípio, mas depois com um pouco mais de firmeza. (Veja capítulo 10, “Várias Provações” para mais esclarecimentos sobre a guerra espiritual que você enfrenta diariamente. “Mas, se não obedecerem, perecerão à espada e morrerão na ignorância.” Jó 36:12). “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento, também eu os rejeitarei...” (Os. 4:6).

Afastaste amigo e companheiro. Deus frequentemente afasta um amigo ou alguém que amamos para que Ele seja o primeiro em nossas vidas. Nós podemos estar vivendo um casamento frio, ou até mesmo estarmos separados ou divorciados. Nossos filhos ou nossos pais podem não estar falando conosco. Possivelmente nossos irmãos ou irmãs também podem não estar se comunicando conosco. “Para longe de mim afastaste amigo e companheiro; os meus conhecidos são trevas” (Sl. 88:18). “Puseste-me na mais profunda cova, nos lugares tenebrosos, nos abismos. Sobre mim pesa a tua ira; tu me abates com todas as tuas ondas. Selah. Apartaste de mim os meus conhecidos e me fizeste objeto de abominação para com eles; estou preso e não vejo como sair” (Sl. 88:6-8). (A palavra Selah é frequentemente encontrada no livro de Salmos para indicar ao leitor que pondere e reflita sobre o que acabou de ler. Releia se necessário. Para que pressa?)

Eles verão a Deus. Como eu posso ver o Senhor? Em primeiro lugar, você deve passar pela experiência de nascer de novo; então, Ele vai iniciar a purificação interior. Se não entendemos os caminhos de Deus, nós vamos ficar desmotivadas e muitas dúvidas entrarão em nossas mentes. “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus” (Mt. 5:8). Deus quer ser o primeiro em nossas vidas. (Leia o próximo capítulo “Seu Primeiro Amor” para obter mais entendimento.) Ele quer que nossas vidas reflitam Jesus Cristo.

Foram iluminados. Você quer refletir o amor e o brilho do Senhor? Agora mesmo é a sua chance; não a perca. Não se afaste, faça agora. Volte-se para Ele e somente para Ele. Faça já! “Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficaram confundidos” (Sl. 34:5).

Aplicação Prática

Ouvinte da Palavra e não praticante. Ao final de cada capítulo haverá um teste ou uma aplicação prática. “Pois se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se a um homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar” (Tg. 1:23, 25).

 

Contra ti, contra ti somente, eu pequei. Para reconstruirmos sobre a Rocha, a primeira coisa que precisamos fazer é admitir nossa iniquidade diante de Deus. A menos que compreendamos que somos pecadores, não poderemos dar outro passo. Enquanto você foi lendo esse capítulo, você se conscientizou de seu pecado ou procurou se justificar ou culpar os outros? Meu amigo, se você está imitando o mundo, racionalizando seus pecados ou erros e dando desculpas para o que você faz, enquanto ao mesmo tempo aponta para os pecados e falhas dos outros, é quase certo que você esteja se conduzindo para a morte espiritual. Ao ler essas páginas você pensou em como outros homens que você conhece caíram em certas áreas, mas falhou em dar uma boa olhada para si mesmo?

Se você estiver fortemente convicto, por favor, pare agora, se ajoelhe, e peça que o Espírito Santo mostre a você e te convença dos seus pecados diante de Deus. Peça a Ele que revele suas ofensas através dos olhos Dele e através dos olhos daqueles a quem você ofendeu. Comece fazendo essa oração:

“Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente, pequei, e fiz o que é mau diante dos teus olhos; de sorte que és justificado em falares, e inculpável em julgares. Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável. Não me lances fora da tua presença, e não retire de mim o teu santo Espírito” (Sl. 51: 1-4, 10,11).

“Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário. Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e pecadores se converterão a ti. Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação, e a minha língua cantará alegremente a tua justiça. Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca proclamará o teu louvor. Pois tu não te comprazes em sacrifícios; se eu te oferecesse holocaustos, tu não te deleitarias. O sacrifício aceitável a Deus é o espírito quebrantado; ao coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” (Sl. 51:12-17).

Confesse seus pecados. Uma vez confessados nossos pecados diante de Deus, então temos que admitir que falhamos e confessar nossas faltas uns aos outros. Mais uma vez, se sua consciência estiver cauterizada, você vai minimizar o seu pecado, e nunca terá vitória sobre ele na sua vida! “Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A súplica de um justo pode muito em seus efeitos” (Tg. 5:16).

Sua Palavra os sarou. É a Palavra de Deus que irá nos transformar e nos sarar. “Enviou a sua palavra, e os sarou; e os livrou da sua destruição” (Sl. 107:20). Devemos começar a renovar nossas mentes. Use cartões 3x5 e escreva neles os versículos desta lição que mais falaram ao seu coração, e então faça o mesmo em cada uma das lições seguintes. Guarde estes cartões em seu bolso, e pegue-os regularmente conforme o Espírito Santo te inspirar. Se você não estiver se sentindo inspirado, ore e peça para que isto aconteça.

Com Deus. Nós não devemos agir na carne. Devemos trabalhar “com Deus”, mover em Sua direção, e permitir que o Seu Espírito nos dirija a fazer o que nos convém. “...Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível” (Mt. 19:26). “Jesus, fixando os olhos neles, respondeu: ‘Para os homens é impossível, mas não para Deus; porque para Deus tudo é possível’” (Mc. 10:27). “Respondeu-lhes: ‘As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus’” (Lc. 18:27). Qualquer outro plano irá com o tempo nos esgotar e nos fazer desistir. “Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna” (Gl. 6:8). Agir na carne irá apenas gerar uma mudança externa temporária ao invés de uma mudança interna permanente. “. . . porque as que se veem são temporais, e as que não se veem são eternas” (2 Co. 4:18).

O homem justo cairá. Esteja alerta que tombos e insucessos virão, mas você deve voltar a se levantar. “Porque sete vezes cairá o justo, e se levantará. . .” (Pv. 24:16). Todo mundo cai, mas o que você faz quando cai é o que separa o justo do iníquo! Toda a décima lição deste livro é dedicada a nos deixar bem informados das provações da vida Cristã. Mas por agora, vamos ficar cientes de que podemos estar presos com as cordas do nosso pecado até o odiarmos tanto ao ponto de clamarmos a Deus continuamente para sermos libertos para sempre dessas tentações. “Quanto ao ímpio, as suas iniquidades o prenderão, e com as cordas do seu pecado será detido” (Pv. 5:22). Novamente, nós devemos trabalhar “com Deus”, sabendo perfeitamente que Ele conhece o melhor. “Ai daquele que contende com o seu Criador! Um caco entre outros cacos de barro! Porventura dirá o barro ao que o formou: ‘Que fazes? ’...” (Is. 45:9).

Me gloriarei nas minhas fraquezas. E finalmente, uma vez que “através de Cristo” obtivermos a maravilhosa vitória, devemos compartilhar nosso testemunho com todos aqueles que Deus conduz à nossas vidas. Se você está ardendo pelo Senhor dessa forma, louve a Deus! Outros falham em compartilhar sua salvação; é um segredinho entre eles e Deus. Todavia, Deus irá trazer homens à sua vida que irão abrir uma porta para você compartilhar o que o Senhor tem feito por você. “...antes santificai em vossos corações a Cristo como Senhor; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós” (1 Pe. 3:15). Você vai abrir sua boca? Vamos treinar nossos lábios para compartilhar o poder de Deus sobre o pecado humilhando-nos e gloriando-nos de nossa fraqueza. “Então, ele me disse: ‘A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza’. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo” (2 Co. 12:9).

Que o Poder de Cristo Habite em Mim… Amém e Amém!

Compromisso pessoal: começar a construir ou reconstruir meu lar sobre a Rocha. “Baseado no que aprendi através da Palavra de Deus, eu me comprometo a confessar minha relação morna com Cristo e dar os passos corretos para renovar minha mente. Comprometo-me a permitir que o Senhor trabalhe em mim para que eu tenha vitória sobre minha vida de pecados. Também me comprometo a dar a Deus o louvor e a honra que Ele merece compartilhando meu testemunho com outros.”

Junte-se a Vitória! Não assista apenas. Jornada de Restauração não é um esporte para ficar apenas assistindo! Derrame o seu coração em cada Lição!
Por favor, comece a DOCUMENTAR, tendo o SENHOR em mente, sobre o que você aprendeu todos os dias pelos próximos 30 Dias para "Restaurar Seu Casamento".

Quanto mais você derramar o seu coração nos formulários, mais Deus e nós poderemos ajudá-lo. Esses formulários o ajudarão a manter o histórico. CLIQUE AQUI