Sharing is caring!

"Prover para os Seus"

“Contudo, se alguém não cuida dos seus,
especialmente dos de sua própria família,
este tem negado a fé e se tornou pior que um descrente.”
— 1 Timóteo 5:8 

WM-Portuguese-cover

Um papel importantíssimo de um pai ou marido é o de provedor. A “mulher de Provérbios 31” possuía uma “renda” e seu valor em muito excedia o de joias. Isso significa que é o plano de Deus termos “esposas que trabalhem”? Devemos ser cuidadosos ao ensinar este conceito; não devemos nem adicionar e nem retirar nada da Sua Palavra. Devemos observar todas as Escrituras que se referem às mulheres, esposas e especialmente às mães antes de tomarmos uma decisão a respeito de nossas esposas trabalharem fora de casa. Precisamos também examinar os “frutos” das mulheres que fazem isto. Vamos começar buscando na Sua Palavra a Verdade para que possamos seguir e compartilhar com outros. 

Muitos homens Cristãos usam o exemplo da “mulher de Provérbios” para justificar o fato de suas esposas trabalharem fora de casa. O ponto chave a se observar na “mulher de Provérbios” é notar que ela comprou um campo e plantou uma vinha. No mundo de hoje chamaríamos isto de ser fazendeira. Como uma fazendeira, ela não estava fora de casa, longe de seus filhos ou no mercado de trabalho como a maioria das mulheres estão hoje em dia. Ela estava sob a autoridade do seu próprio marido e, sendo assim, sob a autoridade do Senhor. Porque todas as viagens eram muito lentas naquele tempo, o campo dela, muito provavelmente, devia ficar próximo ou certamente a uma distância a pé de sua casa, e assim ela ainda podia supervisionar as necessidades de sua família. 

As esposas devem estar sujeitas a seus próprios maridos. Sua esposa não deve estar sob a autoridade de outro homem ou de outra mulher. “Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos...” (Ef 5:22). “Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos...” (1 Pe 3:1). “Vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos, como convém no Senhor.” (Cl 3:18). “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda.” (Gn 2:18). A sua esposa é uma auxiliadora para outro homem (ou para outra mulher) no trabalho dela? 

Esposas devem trabalhar em casa. “... (Mulheres) a serem prudentes e puras, a estarem ocupadas em casa...” (Tt 2:5). A prostituta, nos foi dito, “é espalhafatosa e provocadora, seus pés nunca param em casa.” (Pv 7:11). Aqui nesse versículo nos é mostrada apenas uma das recompensas de nossas esposas permanecerem em casa: “Reis e exércitos fogem em debandada; a dona-de-casa reparte os despojos.” (Sl 68:12). É importante que sejamos honestos aqui. Quando a sua esposa trabalha fora, ela se vê obrigada a negligenciar muitas das suas tarefas no lar. Falaremos disto mais detalhadamente mais tarde nesta lição. Muitas vezes mulheres que trabalham fora falham em economizar porque elas não têm tempo para procurar “liquidações”. Além disso, as esposas que permanecem no lar podem preparar as refeições originalmente e se livram de gastar com muitas comidas caras pré-preparadas. 

Uma esposa que trabalha fora não pode dedicar o mesmo tempo e atenção aos seus filhos. Sabemos que ninguém pode tomar o lugar de uma mãe no que diz respeito ao amor, sacrifício e paciência com os filhos. “Tempo de qualidade” é uma mentira e viola a seguinte Escritura: “Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.” (Dt 6:7). Em outras palavras, o dia inteiro. Infelizmente temos visto os frutos de crianças deixadas sozinhas por conta própria ou sob os cuidados de outras pessoas. Apesar do que outros possam dizer, o fato é que somente a mãe pode dar a uma criança o amor e a criação que ela tão desesperadamente necessita. Isto não quer dizer que nós pais não tenhamos um papel a desempenhar, mas como alguém já disse, não há nada como o amor de mãe. 

Sua esposa que trabalha fora eventualmente se tornará insatisfeita com a sua vida. Grupos com interesses especiais e a mídia têm encorajado as mulheres a copiarem o papel do homem na sociedade. Eles têm tentado “apagar” as diferenças entre homens e mulheres e fazer com que nós, especialmente as nossas esposas, se tornem infelizes nos papéis que “Deus nos deu” e criou especialmente para nós. Deus nos diz, em Gênesis, que uma esposa deve ser a “ajudadora” do marido. As feministas (e alguns de nós) empurram ou encorajam nossas esposas a saírem e trabalharem – deixando para trás os seus filhos, seus lares e a nós mesmos. E como nossos papéis estão “distorcidos”, isto tem tido um efeito devastador sobre os nossos filhos, lares, famílias e nossa nação. Crianças olham para seus colegas em busca de orientação e aprovação. Agora a esposa tem a sua “própria vida” no seu emprego e com seus colegas de trabalho. Isto frequentemente causa uma divisão no relacionamento marido/mulher, o que muitas vezes termina em divórcio. 

Ter uma mulher que trabalha fora prejudicará o seu casamento. Quando a sua esposa trabalha fora de casa, isto vai criar uma independência dela em relação a você como marido. Em uma edição da revista Business Week, eles analisaram o divórcio sobre um ponto de vista financeiro. O estudo mostrou que “quando uma mulher consegue prover para si mesma, ela não sente mais a necessidade de estar casada.” Sabemos também que ela começa a acreditar que não precisa se submeter ao seu marido em relação ao que e quando comprar, porque ela tem o “seu próprio dinheiro”. “Assim como a igreja está sujeita a Cristo, de igual modo as esposas estejam em tudo sujeitas a seus próprios maridos.” (Ef 5:24). Quando nossas esposas estão provendo parte da renda familiar, tendemos a sermos cuidadosos em não tocar em assuntos de dinheiro. Esta “igualdade de autoridade” enfraquece a força e a eficácia do nosso lar e eventualmente o futuro de nossa família. Ainda assim, muitos maridos encorajam as suas esposas a ajudar voltando ao trabalho. Eles nunca se dão conta dos efeitos nocivos que esta decisão terá sobre a família inteira. “O que se dá à cobiça perturba a sua própria casa” (Pv 15:27). 

Não esgote suas forças tentando ficar rico. Provérbios 23:4-5 diz, “Não esgote suas forças tentando ficar rico; tenha bom senso. As riquezas desaparecem assim que você as contempla; elas criam asas e voam como águias pelo céu.” A questão é, “Você acredita na Palavra de Deus? “O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus.” (Fp 4:19). Os caminhos Dele são perfeitos. Você irá confiar Nele? Ou você acha que Ele precisa que a sua esposa abandone o lar e trabalhe para suprir tudo que vocês necessitam? 

Uma esposa que trabalha fora tem que dividir seus afetos e prioridades. Eis aqui algo para se refletir a respeito. Se sua esposa trabalha fora ela, na verdade, irá mostrar ao chefe aquelas atitudes e características de uma esposa ideal! “Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: ‘Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e uma casa dividida contra si mesma cairá. ’” (Lc 11:17). Quando sua esposa está empregada, ela deve atender e responder a todas as necessidades e desejos do chefe dela para conseguir manter o emprego. Pode ser que seja pedido a ela que abra mão do tempo com a família: trabalhando até tarde, chegando mais cedo ou trabalhando nos finais de semana. Ela ficará grata quando o chefe elogiar a sua aparência ou o seu desempenho no trabalho. Ele pode até levá-la para almoçar ou dar a ela um bônus ou um presente. 

Sua esposa vai se ver em dois mundos competitivos; cada um deles tem um conjunto diferente de exigências e recompensas. A Escritura nos diz que não podemos servir a dois senhores. “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.” (Mt 6:24). Homens, acordem! Você quer ver a sua esposa lá fora sozinha com os lobos? Não seja ingênuo; já não são mais só os homens que fogem com as suas secretárias e colegas de trabalho. Tem havido um crescimento incrível no número de mulheres que deixam seus maridos por um outro homem que conheceram no trabalho! 

Uma esposa que trabalha fora enfrentará muitas pressões destrutivas. Trabalhar com outras pessoas, especialmente os descrentes, irá cobrar o seu preço. Muitas sentem que são “a luz” no seu ambiente de trabalho. Considere a Escritura que diz “Mantenha- se longe do tolo, pois você não achará conhecimento no que ele falar.” (Pv 14:7). “Não vos enganeis. As más companhias corrompem os bons costumes.” (1 Co 15:33). Outro passatempo favorito das mulheres no local de trabalho é a fofoca. Provérbios 20:19 diz, “Quem vive contando casos não guarda segredo; por isso, evite quem fala demais.” Sua esposa irá ouvir outras mulheres, que estão insatisfeitas ou completamente desgostosas de seus maridos, e isso começará a gerar nela a mesma atitude em relação a você. 

Ter uma esposa que trabalha fora dá um mau exemplo aos outros. Uma esposa que trabalha geralmente coloca as necessidades do marido em banho-maria. O marido deve se virar com as refeições e lavar e passar as próprias roupas. Ela não pode oferecer nem mesmo um ouvido solidário enquanto está na correria à noite para se preparar para o dia seguinte. Já que nós homens tipicamente não confiamos em outro homem, podemos eventualmente encontrar esse “ouvido solidário” em uma mulher do nosso local de trabalho. “Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido. Então esse desejo, tendo concebido, dá à luz o pecado, e o pecado, após ser consumado, gera a morte.” (Tg 1:14-15). Isto pode resultar em morte espiritual e na morte do casamento. 

Além disso, se sua esposa está trabalhando, ela provavelmente não estará em casa quando seus filhos chegarem da escola. Muitas mulheres acham que a “hora certa” de voltar ao trabalho (ou voltar para a escola) é quando todos os seus filhos estão estudando. É por isso que temos tantas crianças sozinhas em casa passando horas na frente da televisão assistindo programas imorais. Homens, não permitam que isto aconteça. Se você permitir, estará colocando os seus filhos em uma posição de serem tentados. Considere Lucas 17:2, “Seria melhor que tal pessoa fosse atirada ao mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço, do que induzir um destes pequeninos a pecar.” Estudos chocantes têm revelado que a cama dos próprios pais é o local onde acontece a maior parte do sexo antes do casamento – enquanto o pai e a mãe estão fora trabalhando. “O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros.” (Hb 13:4). 

Espera-se também que muitos de nós sejamos “ajudantes” de nossas esposas, fazendo as compras, buscando as crianças, etc. Espera-se que façamos a “nossa parte” nas tarefas da casa, tudo pelo “amor ao dinheiro”. Estudos confirmaram, entretanto, que os homens raramente ajudam. Ao contrário, permitimos que nossas esposas fiquem exaustas tentando fazer tudo. 

Deus nos diz que “ter tudo” é vaidade. “Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem.” (Sl 127:2). Qual foi a última vez que sua esposa esteve na porta para te receber afetuosamente quando você chegou do trabalho? Muitos homens descobrem que estar casado com uma mulher que trabalha é o mesmo que viver como solteiro sem os benefícios da paz e quietude. 

Ter uma esposa que trabalha fora é financeiramente imprudente. Muitos maridos sentem que suas esposas devem trabalhar fora de casa para equilibrar o orçamento. O total dos dois salários combinados pode ser maior, mas você também vai gastar muito mais e pagar mais em Imposto de Renda. Quando o marido e a mulher estão trabalhando, muitas famílias vão adquirir ou trocar o seu segundo carro. Irão gastar mais em roupas, lavanderia, comendo fora e, naturalmente, com creches e cuidados com as crianças. 

Se sua mulher trabalha fora ela não terá tempo para ser a mulher mais velha descrita em Tito. “Mulheres mais velhas... a serem capazes de ensinar o que é bom. Assim, poderão orientar as mulheres mais jovens a amarem seus maridos e seus filhos, a serem prudentes e puras, a estarem ocupadas em casa, e a serem bondosas e sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja difamada.” (Tt 2:3-5). Se sua esposa ficou em casa com seus filhos quando eles eram pequenos, você pode achar que agora é a “hora ideal” para ela voltar a trabalhar ou entrar no mercado de trabalho. Se for este o caso então sua esposa estará se juntando a muitas outras mulheres mais velhas que agora passam o tempo no trabalho. Estas mulheres mais velhas não estão mais disponíveis para ensinar as mais jovens a serem esposas piedosas e a como disciplinar e treinar seus filhos propriamente. Elas são totalmente ineficazes em relação à liderança espiritual porque escolheram se cercar de conversas tolas e ideias mundanas. Elas decidiram seguir os caminhos do mundo ao invés dos caminhos de Deus. “Mulheres mais velhas... ensinam o que é bom!” (Tt 2:3). Se você permitir que sua esposa siga por esta vereda, ela inevitavelmente começará a absorver estes modos mundanos, a trazê-los para a sua casa e a transmiti-los aos seus filhos e netos. 

Administração 

Dívidas. Com certeza a razão principal para querermos que nossas esposas trabalhem é porque estamos endividados. Ao invés de esperar pelas coisas que desejamos, compramos à crédito. Em vez de viver dentro das nossas condições, vivemos acima delas. “Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a Lei.” (Rm 13:8). “O rico domina sobre o pobre; quem toma emprestado é escravo de quem empresta.” (Pv 22:7).

Saindo da dívida. Nós devemos orar e trabalhar com Deus para nos livrarmos de dívidas. Esse deve ser o desejo do nosso coração, assim como fazer parte das nossas orações. Você como o líder deve dar o exemplo não usando o cartão de crédito e se certificando de que cada compra é absolutamente necessária. Veja se você consegue consertar o que você acha que precisa substituir. A solução chave é esperar! “O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.” (Jo10:10). O plano do inimigo é roubar seus filhos (para a creche), dividir seu lar (com duas carreiras) e, por último, destruir sua família (com o divórcio). 

Sua esposa gasta demais? Muitos homens culpam suas mulheres por seus problemas financeiros porque elas gastam demais. E isto pode mesmo ser verdade muitas das vezes. Mas você como cabeça da sua família deve usar a autoridade dada a você por Deus e colocar um fim nesse padrão que pode eventualmente destruir o seu lar. “Quero, porém, que entendam que o cabeça de todo homem é Cristo, e o cabeça da mulher é o homem, e o cabeça de Cristo é Deus.” (1 Co 11:3). Mas antes de apontar o dedo, você deve ter certeza de não ter uma trave no seu olho! Você também gasta demais? 

Pare de comprar. Uma forma de quebrar este padrão de gastos é fazer uma arrumação em sua casa se livrando de muitas coisas. Recomendo que você leia o livro Clutter’s Last Stand sobre reorganizar a sua vida do Don Aslett. Quando você começar a ver a quantidade de coisas inúteis que possui, você irá parar de comprar muitas coisas desnecessárias. Funcionou conosco. 

Contentamento. “Não digo isto por causa de necessidade, porque já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontre.” (Fp 4:11). “tendo, porém, alimento e vestuário, estaremos com isso contentes.” (1 Tm. 6:8). Nós maridos devemos cumprir o seguinte versículo: “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” (1 Tm5:8). O descontentamento vem da nossa cobiça pelo que os outros possuem. Ensine este preceito para a sua família. Mas novamente, seu exemplo e não meramente suas palavras, exercerá a influência maior sobre a sua esposa e seus filhos. 

Fé. Nós homens precisamos ter fé de que Deus proverá as necessidades da nossa família (e muitas vezes nossos desejos também!) se apenas aprendermos a esperar! “Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor.” (Sl 27:14). 

Amor ao dinheiro. O mal não é o dinheiro, mas sim o “amor” a ele. “Pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos.” (1 Tm. 6:10). “Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: “Nunca o deixarei, nunca o abandonarei” (Hb. 13:5). 

Afundar-se em dívidas. Quando um homem arruma um segundo emprego ou manda a sua esposa trabalhar, ao invés de sair da dívida, o casal provavelmente se afundará em mais dívidas. Eles inevitavelmente comprarão mais e assim elevarão seu padrão de vida e terão que trabalhar para mantê-lo. “Não esgote suas forças tentando ficar rico; tenha bom senso! As riquezas desaparecem assim que você as contempla; elas criam asas e voam como águias pelo céu.” (Pv. 23:4-5). 

Fora de ordem. Ore para que você sozinho seja capaz e tenha o desejo de prover para a sua família. Uma das razões por que você pode estar tendo grandes dificuldades em prover para a sua família financeiramente pode ser porque a sua esposa toma conta das suas finanças. Um homem é destituído da sua masculinidade quando a sua esposa paga as contas. Homem, você deve estar ciente não só de quanto dinheiro entra, mas também de onde ele está sendo gasto. No entanto, prepare-se para enfrentar oposição. Muitas esposas não aceitam largar o controle do dinheiro. É muita submissão para o gosto delas. Muitas mulheres não querem que seus maridos saibam quanto dinheiro elas gastam ou no que elas gastam. Elas preferem “controlar” o dinheiro. 

Homens, permitir que sua esposa controle o dinheiro é um grande erro. Muitos darão desculpas e dirão que suas esposas são melhores com os números, têm mais tempo ou são mais responsáveis. Sua esposa precisa estar sob a sua autoridade em todas as coisas. “Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.” (Ef 5:24). As discussões entre marido e mulher acontecem mais devido à assuntos de dinheiro do que qualquer outra coisa. Assuma de volta a sua autoridade nesta área; faça isto hoje! Sua família precisa da sua proteção e discernimento neste setor. Se precisar de ajuda, procure em sua igreja por outros homens que controlam as finanças em seus lares e peça conselhos a eles. Apenas tenha certeza de que as sugestões deles estão alinhadas com as Escrituras antes de começar a segui-las. 

Vamos orar o Salmo 37:4-9: “Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração. Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá: ele deixará claro como a alvorada que você é justo, e como o sol do meio-dia que você é inocente. Descanse no Senhor e aguarde por ele com paciência; não se aborreça com o sucesso dos outros nem com aqueles que maquinam o mal. Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal. Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança.” 

Que Deus Mantenha a Esposa Cristã no Lar! 

Comprometimento pessoal: Obedecer ao mandamento de Deus, de prover para minha família e permitir que minha esposa seja uma trabalhadora do lar. “Baseado no que aprendi da Palavra de Deus, comprometo-me a orar para ser o único provedor da minha família. Eu me comprometerei a manter minha esposa no lar ou a requisitar que ela volte a ficar em casa. Apreciarei a esposa, o lar e os filhos que Deus me deu. Eu compartilharei a Verdade sobre as esposas que trabalham fora com outros homens e orarei para que eles também queiram que suas esposas permaneçam em seus lares.”

Junte-se a Vitória! Não assista apenas. Jornada de Restauração não é um esporte para ficar apenas assistindo! Derrame o seu coração em cada Lição!
Por favor, comece a DOCUMENTAR, tendo o SENHOR em mente, sobre o que você aprendeu todos os dias pelos próximos 30 Dias para "Restaurar Seu Casamento".

Quanto mais você derramar o seu coração nos formulários, mais Deus e nós poderemos ajudá-lo. Esses formulários o ajudarão a manter o histórico. CLIQUE AQUI