Sharing is caring!

."Nossas Armas de Guerra"

“Porquanto, embora vivendo como seres humanos,
não lutamos segundo os padrões deste mundo.
Pois as armas da nossa guerra não são terrenas,
mas poderosas em Deus para destruir fortaleza.”
— 2 Coríntios 10:3-4

WM-Portuguese-cover

Neste nosso mundo completamente mudado, nós homens somos bombardeados com muitas mensagens confusas a respeito do que devemos ser e como devemos agir. As feministas convenceram, a homens e mulheres, que se assumirmos autoridade sobre os da nossa casa ou proteger nossas esposas somos “porcos chauvinistas”. Em contraste, nos cinemas, parece que sempre há pelo menos um filme retratando a violência brutal dos homens contra os seus inimigos. Em meio a esta confusão, é um alívio bem-vindo ter a Bíblia e as Santas Escrituras para nos guiar, renovar nossas mentes com a Verdade, e assim nos transformar. 

Satanás dirigiu seu ataque principal contra as nossas famílias; esta é a “linha de frente”. Quando há problemas no lar, especialmente com nossas esposas, isso faz com que nos tornemos totalmente ineficazes em nossas vidas. Alguns homens irão fugir da linha de frente encontrando conforto no trabalho, nos esportes, nos hobbies, ou nos braços de outra mulher. Vamos enfrentar a batalha de cabeça erguida com as armas que Deus nos concedeu através da morte de Cristo na cruz. Vamos aprender a usar as “nossas armas de guerra” para derrubar alguns dos muros que têm dividido nossos lares. 

Quando estou tendo problemas com minha esposa, o que devo fazer? 

Nós devemos ir ao topo; devemos ir a nosso Pai celestial e apelar a Ele

Primeiro, examine a si mesmo e os seus motivos. “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho perverso...” (Sl 139: 23-24). 

Em seguida, entregue a sua esposa a Deus, somente através da oração. Você precisa compreender que não é responsável pelo que sua esposa faz ou deixa de fazer; ela é responsável perante Deus por suas ações. “Cada um, porém, é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.” (Tg 1:4). 

Saia do caminho dela. “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores... antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite.” (Sl 1:1-2). Explique claramente à sua esposa o que você quer que ela faça porque você é a autoridade dela. Mas se ela se rebelar, saia do caminho dela! A segunda parte do versículo nos diz o que devemos fazer – meditar em Sua Palavra. Deixe sua esposa com Deus; Ele é quem deve transformá-la. Quem chamou a sua atenção e fez mudanças em você? Deus. Se Ele fez isso com você, Ele não é mais do que capaz de mudar a sua esposa? 

Pare de perturbá-la com esse assunto, ore a respeito! Você pode ajudar na cura do seu lar com suas orações. “Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A súplica de um justo pode muito na sua atuação.” (Tg 5:16). 

Tenha a atitude apropriada. “Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” (1 Tm 4:12). 

Vença todo mal com o bem. Tenha cuidado com a forma como você reage ao mal quando ele ocorre: “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.” (Rm 12:21). E ele pode ocorrer: “pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança.” (Tg 1:3). Use essa oportunidade para orar por uma benção sobre a sua esposa: “não retribuindo mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; porque para isso fostes chamados, para herdardes uma bênção.” (1 Pe 3:9). 

Concentre-se em amar a que não merece! Quando você ama e honra sua esposa, mesmo quando ela não merece e é rude, você está demonstrando a ela amor incondicional. “Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?” (Mt 5:46). Entregue suas dores a Deus em vez de retribuir o mal ou os insultos. Ele te ajudará a amar sua esposa independentemente das ações dela em relação a você. 

O ministério da reconciliação. Como filhos de Deus, devemos ser embaixadores do amor de Deus e este tipo de amor atrairá outros ao Senhor. “De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo...e nos deu o ministério da reconciliação... não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação” (2 Co 5:18-20). Você está fazendo as contas das transgressões que foram cometidas contra você? Lembre-se de que as misericórdias de Deus se renovam a cada manhã. As suas misericórdias em relação à sua esposa também se renovam a cada manhã? 

Nosso primeiro campo missionário. Você pode se perguntar, “Por que eu deveria ministrar à minha esposa e à minha família?” O primeiro “campo missionário” que o Senhor nos deu foram os nossos lares. Pode ser que queiramos passar à frente de Deus antes de estarmos realmente prontos. Como maridos e pais, devemos ministrar primeiro no lar! “...alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, tendo filhos crentes que não sejam acusados de dissolução, nem sejam desobedientes. Pois é necessário que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro de Deus, não soberbo, nem irascível, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; mas hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, temperante; retendo firme a palavra fiel, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para exortar na sã doutrina como para convencer os contradizentes.” (Tt 1:6-9). Uma vez que nos tornemos “missionários” eficazes em nossos próprios lares, aí então poderemos ser eficazes com as outras pessoas.  

Deus quer que aprendamos contentamento antes que Ele mude nossas esposas. Para maiores provas disto vamos examinar a vida de Paulo. “Não digo isto por causa de necessidade, porque já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontre. Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade.” E ele segue dizendo (o versículo que você ouve tão frequentemente), “Posso todas as coisas naquele que me fortalece.” (Fp 4:11- 13). 

Você deve lutar da maneira certa. Faça o que Deus diz – vai funcionar! “Finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, cheios de amor fraternal, misericordiosos, humildes, não retribuindo mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; porque para isso fostes chamados, para herdardes uma bênção.” (1 Pe 3:8-9). 

Essa é uma batalha espiritual. “Ou pensas tu que eu não poderia rogar a meu Pai, e que ele não me mandaria agora mesmo mais de doze legiões de anjos?” (Mt 26:53). Nosso Pai celestial irá convocar os anjos para lutar em nosso favor nas “regiões celestes” que é onde a “verdadeira batalha” está acontecendo. “Pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes.” (Ef 6:12). Ore o Salmo 91 pela sua família. 

Sua esposa não é o inimigo. “Não sabeis que daquele a quem vos apresentais como servos para lhe obedecer, sois servos desse mesmo a quem obedeceis, seja do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” (Rm 6:16). Quando o pecado abunda na vida de uma pessoa ela se torna realmente escrava do diabo. Podemos pensar que aquele que está em pecado é terrível, mas nós também seremos se continuarmos a reagir com vingança. Lembre-se de que a vingança pertence somente a Deus! “Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne, pois as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus, para demolição de fortalezas.” (2 Co 10:4). Não seria melhor ir até a raiz do problema do que só tratar dos sintomas? 

Uma palavra de advertência. Nunca se abra ou compartilhe os seus problemas familiares com mulher nenhuma nem diga a uma outra mulher que a sua esposa “não entende”. Você será como um boi indo para o matadouro se agir assim! Mesmo que elas sejam muito amáveis, sejam casadas, não façam o seu tipo, ou qualquer outra desculpa que Satanás esteja te dando (ou que você esteja dando a si mesmo), não é “seguro” conversar com outra mulher! Satanás não se importa com quem ele vai usar para destruir o seu lar. Nunca faça confidências ou compartilhe coisa alguma com outra mulher! “Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar” (1 Pe 5:8). (Leia “Por causa das Imoralidades” para mais esclarecimentos.) 

Glorie-se nas suas fraquezas. Se você vir ou ficar sabendo de uma situação em que um homem casado está caindo nessa armadilha, compartilhe essa Verdade com ele. Não o julgue. Se importe o suficiente para converter o seu irmão. “Meus irmãos, se alguém dentre vós se desviar da verdade e alguém o converter, sabei que aquele que fizer converter um pecador do erro do seu caminho salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.” (Tg 5:19-20). Deixe que ele se abra com você e então conte a ele humildemente sobre suas falhas e tentações. “E ele me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. Por isso, de boa vontade antes me gloriarei nas minhas fraquezas, a fim de que repouse sobre mim o poder de Cristo.” (2 Co 12:9). 

Comprometa-se. Comprometa-se independentemente das consequências e deixe os resultados com Deus. “Eis que o nosso Deus a quem nós servimos pode nos livrar da fornalha de fogo ardente; e ele nos livrará da tua mão, ó rei. Mas se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.” (Dn 3:17-18). Estes jovens acreditavam que Deus iria libertá-los, mas, independentemente das consequências, eles tinham resolvido que não iriam ceder, mesmo que isso significasse morrer na fornalha. Estavam determinados a fazer aquilo que sabiam que Deus desejava que fizessem e a deixar os resultados nas mãos Dele. Os jovens não morreram, mas as cordas que os prendiam foram removidas enquanto caminhavam no meio do fogo. Você tem cordas (de pecado ou ansiedade) te prendendo? Deus irá te libertar. Vamos nos preparar para a batalha que vencerá a guerra em nossos lares! 

Prepare-se para a Guerra Vestindo a Sua Armadura 

As ciladas do diabo. “Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo.” (Ef 6:10-11). Lembre-se de que o verdadeiro inimigo é Satanás – não sua esposa. 

Toda a armadura de Deus. “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau” (Ef 6:12-13). Você deve resistir ao medo que te faz correr para alguma coisa ou para outra pessoa ou apenas desistir! Fique firme. 

Fique firme. “Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade...” (Ef 6:14). As pessoas falam sobre “dar um passo de fé” quando muito frequentemente pode ser melhor parar de se mover e somente ficar firme! Essa pode ser a diferença entre confiar e tentar a Deus. Às vezes sentimos como se estivéssemos dando um “passo de fé”, mas estamos, na verdade, nos jogando de um penhasco. Nossas convicções devem permitir que “permaneçamos” pelo que é certo. Se Deus trouxer adversidade para as nossas vidas, nossa permanência será o testemunho. No entanto, algumas vezes nos será pedido para darmos um passo e andarmos nas águas, como aconteceu com Pedro. É necessário discernimento nessa situação. Normalmente nossa “carne” traz urgência; Deus, na maioria das vezes, nos diz para esperar. 

Sua justiça. “E vestindo-vos da couraça da justiça...” (Ef 6:14). Deus está falando sobre a Sua justiça, não a nossa. Ele nos diz em Sua Palavra que a nossa justiça não é nada além de “trapo da imundícia” (Is 64:6). 

Caminhar em paz. “Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz...” (Ef 6:15). É dito nas Bem-aventuranças, “Bem-aventurados os pacificadores!” E em 1 Pedro 3:15- 16 diz para estarmos “sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós, fazendo-o, todavia, com mansidão e temor.”  

Devemos esperar até que a “porta” seja aberta para então prosseguir com grande mansidão e paciência. 

O escudo da fé. “Embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno” (Ef 6:16). Você deve ter fé, não em si mesmo ou em outra pessoa, mas fé em Deus, Nele somente! As circunstâncias não têm nada a ver com a fé. Creia em Sua Palavra somente para conhecer a Verdade sobre a sua situação. 

Capacete da salvação. “Tomai também o capacete da salvação... “ (Ef 6:17). Você deve ser salvo. E você deve ser um de Seus filhos para realmente vencer uma batalha espiritual difícil. É tão fácil quanto conversar com Deus nesse exato momento. Apenas diga a Ele, em suas próprias palavras, que você precisa Dele agora. Peça a Ele que se torne real para você. Entregue a Ele a sua vida, uma vida bagunçada, e peça ao Senhor para fazê-la nova. Diga a Ele que você fará tudo o que Ele pedir, pois Ele agora é seu Senhor. Peça a Ele que “te salve” da sua situação e dos tormentos que estão à espera de todos aqueles que não aceitam o Seu dom de vida eterna com Ele no céu. Agradeça a Ele por Sua morte na cruz e pela Sua ressurreição. Você agora pode acreditar que não viverá mais sozinho; Deus sempre estará com você e você passará a eternidade no céu. 

Espada do Espírito. “E a espada do Espírito, que é a palavra de Deus” (Ef 6:17). Se você buscar ao Senhor para conhecer a Verdade concernente à sua situação, você terá algo em que se firmar. Quando a batalha é de Deus, a vitória é nossa! Escreva nos cartões 3x5 as Escrituras que você irá precisar para te ajudar em sua batalha. Mantenha- os com você o tempo todo, seja na sua pasta ou no seu carro. Quando sentir o ataque vindo, como por exemplo raiva ou ansiedade, clame ao Senhor. “Parem de lutar! Saibam que eu sou Deus!” (Sl 46:10). Fique firme na fé e espere por Deus. 

Ore em todo tempo. “Com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito” (Ef 6:18). Ore do fundo do seu espírito. Tenha uma hora (ou horas) marcada para oração. Deus deseja nos ouvir e a oração é o nosso meio de comunicação. 

Fique alerta. “E para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos” (Ef 6:18). Todas as vezes em que se sentir sobrecarregado pela ansiedade ore por uma outra pessoa. Ore este versículo por eles: “Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco, então é que sou forte.” (2 Co 12:10). 

Ore por aqueles que te perseguem. Deus também nos pediu que orássemos pelos nossos inimigos – todos eles! Ore por eles e peça a Deus que te mostre como Ele deseja que você os abençoe. Não foi até depois de Jó ter orado por seus assim-chamados amigos que Deus restaurou o que ele havia perdido. “Mudou o Senhor a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o Senhor deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra” (Jó 42:10). “Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem.” Ele segue adiante, dizendo o porquê: “para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste” (Mt 5:44-45). 

Conheça a Palavra de Deus 

Sua Palavra não voltará vazia. Você deve conhecer e aprender a Palavra de Deus. Deve procurar as abençoadas promessas de Deus. Estes princípios que temos estudado são retirados da Sua Palavra, e quando dizemos a Ele a Sua Palavra através da oração, ela não volta vazia. Essa é a promessa Dele para você! “Assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei” (Is 55:11). O desejo Dele é que você vença as malignidades deste mundo. Você deve orar a Sua Palavra. Se não aceitar nenhuma imitação ou falsificação você pode esperar receber as promessas garantidas por Deus! Amém! 

Busque as promessas de Deus em sua Bíblia. Busque entendimento. Deus diz que se você buscar você encontrará. “Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á- á” (Lc 11:9). Uma vez que tenha encontrado a Verdade de Deus, você pode então aplicá-la em sua vida. “Com a sabedoria edifica-se a casa, e com a inteligência ela se firma; pelo conhecimento se encherão as câmaras de toda sorte de bens, preciosos e deleitáveis” (Pr 24:3-4). 

Leia a Palavra com prazer e marque os versículos em sua Bíblia. Deleite-se no Senhor, e ele atenderá aos desejos do seu coração.” (Sl 37:4). Separe um tempo para marcar estas passagens para referências rápidas em momentos de angústia ou quando estiver levando outros a conhecer a Verdade. O que Jesus respondeu quando Satanás estava tentando fazê-lo cair em tentação? “Mas Jesus lhe respondeu: ‘Está escrito... Está escrito... porque está escrito...’” (Lc 4:4, 8, 10). Quando o diabo te atacar novamente vá contra ele dizendo “Está escrito... Está escrito... Porque está escrito...”! 

Memorize. Medite noite e dia. Memorize as promessas que você encontra em sua Bíblia para que assim a abençoada garantia delas possa ser absorvida pela sua alma. Você deve aprender e conhecer as promessas de Deus se quiser depender somente Dele. “Antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite. Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará.” (Sl 1:2-3). 

Guerra Espiritual Levando Seus Pensamentos Cativos 

Sua batalha pode ser vencida ou perdida em sua mente. Então leve os seus pensamentos cativos! Derribando raciocínios e todo baluarte que se ergue contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo; e estando prontos para vingar toda desobediência, quando for cumprida a vossa obediência. (2 Co 10:5,6). Não jogue segundo as regras do inimigo. Não entretenha pensamentos maldosos; leve os seus pensamentos cativos! 

Vença o mal com o bem. Satanás sabe que se ele conseguir dividir, ele pode conquistar. Muitos de nós fazemos o jogo dele direitinho. As Escrituras nos dizem “Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem.” (Rm 12:21). 

Não importa o quanto as coisas pareçam ruins – Deus está no controle. Nosso conforto é saber que Deus está no controle, não nós e certamente nem Satanás. “Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos.”. (Lc 22: 31-32). 

Peneira. Jesus conhecia os resultados futuros, mas Pedro ainda tinha que passar pela “peneira” para estar pronto para o chamado de Deus em sua vida. Você estará pronto quando Ele te chamar? “e a perseverança tenha a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, não faltando em coisa alguma.” (Tg 1:4). 

As Chaves do Céu 

Jesus nos deu as chaves do céu para “desligarmos” o mal e “ligarmos” o bem. “Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus.” (Mt 16:19). 

Remova o mal. Você deve primeiro amarrar o “valente”—isto é, o espírito que está segurando a pessoa pela qual você está orando. Procure por um versículo que você possa orar que se aplique à situação. “Ninguém pode entrar na casa do valente... sem primeiro amarrá-lo ...” (Mc 3:27). 

Substitua o mal pelo bem. Isto é muito importante! “Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos, procurando repouso; e, não o achando, diz: ‘Voltarei para minha casa, donde saí. ’ E, tendo voltado, a encontra varrida e ornamentada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem se torna pior do que o primeiro” (Lc 11:24-26). 

Substitua as mentiras pela Verdade — a Verdade que é encontrada somente em Sua Palavra. A menos que o que você ouve, o que lê, e o que te dizem corresponda a um princípio na Palavra de Deus, é mentira! 

Substitua o “braço da carne” pelo Senhor. Substitua confiar no “braço da carne” (você, um amigo, quem quer que seja) por confiar no Senhor. “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder” (Ef 6:10). “Assim diz o Senhor: ‘Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do Senhor... Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está.” (Jr 17:5,7). 

Substitua o fugir de Deus pelo correr para Ele! “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações” (Sl 46:1). Corra para o livro de Salmos! Leia o Salmo que corresponda à data mais 30 (30, 60, 90, etc.), e então leia o capítulo de Provérbios que corresponde à data. (ex., no 5o dia do mês você leria o 5o, 35°, 65°, 95°, 125° Salmo e o 5° capítulo de Provérbios). Uma maneira fácil de se lembrar é escrever onde virar abaixo do Salmo (ex. abaixo do 6° Salmo você escreveria 36, depois abaixo do 36 você escreveria 66 e assim por diante. Quando chegar no 126 você escreveria Pv 6.) O Salmo 119 é reservado para o 31° dia do mês. 

Substitua o reclamar com outra pessoa por clamar a Ele! Ele promete te escutar e te levantar imediatamente! Mas você deve clamar! Não pense consigo mesmo, “Bom, Deus não me ajudou no passado!” Se Ele não ajudou, é simplesmente porque você não pediu ou não teve paciência. “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis;” (Mt 7:7).  

Qual é a condição necessária para sermos ouvidos? 

Você deve desejar a vontade Dele. A condição de Jesus é que “Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito” (Jo 15:7). Quando o seu coração descansa somente em Jesus, a sua vontade está centralizada na vontade Dele, e isso faz com que Ele seja verdadeiramente o Senhor da sua vida. Para conhecer Sua vontade, você precisa conhecer Sua Palavra. 

A condição para a benção. Cada promessa dada por Deus tem uma condição para o recebimento daquela bênção. Muitos reivindicarão a porção da bênção da Escritura e omitirão a condição. Outros clamarão a Escritura e escolherão ignorar a condição. 

Condição: “Crê no Senhor Jesus...” 

Promessa: e serás salvo” (At 16:31). 

Condição: “Deleita-te no SENHOR... 

Promessa: E Ele satisfará os desejos do teu coração” (Sl 37:4). 

Condição: “Ensina a criança no caminho em que deve andar... 

Promessa: E, ainda quando for velho, não se desviará dele” (Pv 22:6). 

Promessa: “...todas as coisas cooperam para o bem... 

Condição: daqueles que amam a Deus...” “...daqueles que são chamados segundo o Seu propósito” (Rm 8:28). 

Se chama pelo Meu nome. “... se o meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e Me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Cr 7:14). Quando você clamar a Ele, você será chamado pelo nome de Cristo. Um cristão é um “seguidor de Cristo.” Lembre-se, você deve ser um de Seus filhos. Fale com Deus agora. 

Humilhe-se. “... se o meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Cr 7:14). Pessoas teimosas e orgulhosas parecem entender a Palavra sem o Espírito. Mas para realmente conhecer a mente de Deus, nós precisamos esperar humildemente no Espírito de Deus. 

A humildade será testada. “...para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos” (Dt 8:2). 

A humildade te salvará. “Se estes descem, então, dirás: Para cima! E Deus salvará o humilde” (Jó 22:29). 

A humildade fortalecerá o seu coração. “Tens ouvido, Senhor, o desejo dos humildes; Tu lhes fortalecerás o coração e lhes acudirás,” (Sl 10:17). 

Ele ensina e guia o humilde. Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o Seu caminho.” (Sl 25:9). 

Somente os humildes herdarão a terra. “Mas os mansos herdarão a terra...” (Sl 37:11). 

O humilde será exaltado. “Derribou do seu trono os poderosos e exaltou os humildes” (Lc 1:52). 

Somente o humilde receberá graça. “Antes, ele dá maior graça; pelo que diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes... Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará” (Tg 4:6, 10). 

A humildade está enraizada no espírito. “finalmente, sede todos de igual ânimo, compadecidos, fraternalmente amigos, misericordiosos, humildes “ (1 Pe 3:8). 

Ande no Espírito. Ser cheio do Espírito Santo vai permitir que você ande no Espírito; não mais em pecado e desejos da carne. Muitas igrejas são entusiasticamente “cheias do Espírito.” Em 1 Coríntios capítulo 13 é dito que o “amor” é superior a ter o dom de línguas. Qualquer talento ou bênção que recebemos, às vezes pode fazer com que nos tornemos orgulhosos. Quando você julga a importância de alguém ou mede sua espiritualidade pelo fato deles apresentarem ou não dons espirituais, você se posiciona para a queda por orgulho. “Não julgueis e não sereis julgados...” (Lc 6:37). 

“Porei dentro de vós o Meu Espírito e farei que andeis nos Meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis” (Ez 36:27). 

“... andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne” (Gl 5:16). 

Ore. “... se o meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e Me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, Eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Cr 7:14). 

Espere. Quando a batalha é do Senhor a vitória é nossa! Assim como em todas as guerras reais, nem todas as batalhas são vencidas pelo mesmo lado, então não fique desencorajado se você caiu e cometeu erros. Somos confortados por saber que Ele nos escuta imediatamente — mas, existe uma guerra sendo travada. No livro de Daniel, um anjo falou com ele e nos deu essa compreensão: “...desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias” (Dn 10:12-13). Pode levar algum tempo para vencer as batalhas; não fique desanimado. “E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem” (2 Ts 3:13). 

O tempo Dele. Uma coisa que você deve entender: Deus parece trabalhar em uma coisa de cada vez. Devemos trabalhar com Ele no tempo Dele. Isso não significa que precisamos esperar para orar; somente significa que precisamos esperar que Deus mude a situação no tempo apropriado. Graças a Deus que Ele não joga (por condenação) todos os nossos pecados em cima de nós ao mesmo tempo! Somente use o tempo enquanto você está esperando para orar. Se não compreender este ponto essencial, você pode ficar cansado e se tornar incapaz de vencer. Lembre-se, “Quem vencer herdará todas as coisas” (Ap 21:7). 

Dois ou três reunidos. Encontre dois outros homens que orarão com você. “Ora, as mãos de Moisés eram pesadas; por isso, tomaram uma pedra e a puseram por baixo dele, e ele nela se assentou; Arão e Hur sustentavam-lhe as mãos, um, de um lado, e o outro, do outro; assim lhe ficaram as mãos firmes até ao pôr-do-sol.... Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quando, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque (o inimigo)” (Ex 17:11-12). Encontre dois outros homens (não uma mulher, a menos que seja a sua esposa) que te segurem para que você não fique muito cansado em sua batalha. Ore e peça a Deus que te ajude a encontrar dois outros homens que tenham a mesma mente. 

O poder de três. “Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade” (Ec 4:12). 

Levantar o outro. Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante” (Ec 4:9-10). 

Ele está lá com você. “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em Meu nome, ali estou no meio deles” (Mt 18:20). “Então, o rei Nabucodonosor se espantou, e se levantou depressa, e disse aos seus conselheiros: Não lançamos nós três homens atados dentro do fogo? Responderam ao rei: É verdade, ó rei. Tornou ele e disse: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, sem nenhum dano; e o aspecto do quarto é semelhante a um filho dos deuses “ (Dn 3:24- 25). Quando você anda pelo fogo, você nunca está sozinho! 

Concordância. “Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que, porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus” (Mt 18:19). 

Orem uns pelos outros. “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo” (Tg 5:16). Confessar suas falhas a um homem que pense como você é o melhor método para obter um coração puro. 

Busque a Minha face. “...e se o Meu povo, que se chama pelo Meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a Minha face , e se converter dos seus maus caminhos, então, Eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr 7:14). 

Contemplai-O e sereis iluminados, e o vosso rosto jamais sofrerá vexame” (Sl 34:5). 

Converta-se dos seus maus caminhos. “... e se o Meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a Minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, Eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr 7:14). As Escrituras não são somente para a mente; elas são para o coração e para a vontade. Para receber o verdadeiro impacto das promessas das Escrituras, nós devemos render nossas vidas e nossas vontades à liderança do Espírito Santo. Devemos ansiar pela reconstrução do nosso ser. 

A quem o Senhor ouve? A quem o Senhor livra? “Os olhos do SENHOR repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos ao seu clamor” (Sl 34:15). “Clamam os justos, e o Senhor os escuta e os livra de todas as suas tribulações” (Sl 34:17). 

A quem Ele não responderá? Quando você está em pecado, Deus não responderá, mesmo que você clame a Ele. “Então, chamarão ao Senhor, mas não os ouvirá; antes, esconderá deles a sua face, naquele tempo, visto que eles fizeram mal nas suas obras” (Mq 3:4). 

Nós todos pecamos. Nós todos pecamos e carecemos da glória de Deus, mas Ele enviou o Seu Filho. “Tendo Deus ressuscitado o Seu Servo, enviou-O primeiramente a vós outros para vos abençoar, no sentido de que cada um se aparte das suas perversidades” (At 3:26). 

Obedecer é melhor do que sacrificar. “Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como a idolatria e culto a ídolos do lar...” (1 Sm 15:22-23). Você sabe a coisa certa a se fazer; mas ainda assim você não o faz? Obedeça! “Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando” (Tg 4:17). 

Comece orando o Salmo 51:2-4. “Lava-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Pequei contra Ti, contra Ti somente, e fiz o que é mal perante os Teus olhos, de maneira que serás tido por justo no Teu falar e puro no Teu julgar.” 

Quando você desiste de orar? Nunca! Nós temos um exemplo maravilhoso do fato de que Deus nem sempre quer dizer “não” quando não recebemos resposta para a nossa oração. Leia Mateus 15:22 para ver como a mulher cananeia continuou a implorar a Jesus pela cura de sua filha. O resultado de sua fé: “... Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã.” 

A batalha pela alma. Você está em jugo desigual? Leia esse trecho retirado do livro Prayer, Asking and Receiving de John Rice. Ele está falando sobre uma esposa orando por seu marido, mas certamente pode ser aplicado a você quando ora por sua esposa. “ Se uma esposa Cristã está totalmente rendida a Deus... ela pode ganhar seu marido muito mais rápido do que qualquer outra coisa. Ore uma simples oração de confissão. Ore com sinceridade, do fundo da sua alma. Reconheça nestas palavras os seus erros, a sua aridez, a sua superficialidade como Cristã, a sua falta de frutos. Ore agora em seu coração. Eu suplico que hoje você implore por isso, suplique por isso, se confessando, com lágrimas, com esforço vindos da alma, até que Deus responda dos céus.” Lembre- se de que você tem a promessa de que “... serás salvo, tu e toda a tua casa” (At 11:14). Lembre-se de que a esposa descrente é santificada pelo seu marido. “Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido... você, marido, como sabe se salvará sua mulher?” (1 Co 7:14, 16).  

Fé 

Pedro, um exemplo de fé. Leia a história de Pedro em Mateus 14, começando pelo versículo 22. Jesus mandou que Pedro andasse sobre as águas. Se Ele te mandar andar sobre as águas, você sairá do barco? Perceba que quando Pedro clama a Jesus, é sempre seguido pela palavra imediatamente . Imediatamente, Jesus falou a eles e disse que tivessem coragem. E então depois, quando Pedro começou a afundar, ele clamou ao Senhor, e “prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o....”! (Mt 14:31). 

Medo. Uma pergunta que devemos nos fazer é, “Por que Pedro afundou?” “Reparando, porém, na força do vento, teve medo...” (Mt 14:30). Se você olhar para a sua situação e a batalha que está sendo travada contra você, você afundará! Pedro tirou seus olhos do Senhor e o resultado foi medo! A Escritura diz que ele “teve medo.” Se você tirar os seus olhos do Senhor, você também terá medo. 

Seu testemunho. Como os outros no barco reagiram? (Você se esqueceu que tinham outros que não saíram do barco?) Está escrito, “E os que estavam no barco o adoraram, dizendo: Verdadeiramente és Filho de Deus!” (Mt 14:33). Você está disposto a permitir que Deus te use para mostrar a Sua bondade, Sua amorosa benignidade, Sua proteção, para atrair outros a Ele? Há uma grande recompensa! Isto é evangelismo. Outros virão a você quando estiverem tendo problemas porque eles têm visto sua paz e alegria, independentemente das suas circunstâncias. 

O vento parou. “Subindo ambos para o barco, cessou o vento” (Mt 14:32). Suas provações e batalhas não durarão para sempre. Este teste foi necessário para fazer Pedro forte o bastante para ser a “pedra” da qual Jesus havia falado. O inimigo (e outros trabalhando para ele) te dirão que você ficará na provação a não ser que você fuja, se entregue ou desista. Deus nunca teve a intenção de que nós permanecêssemos no “vale da sombra da morte.” No Salmo 23:4 diz que nós andamos “pelo vale da sombra da morte.” O inimigo quer que pensemos que Deus tem a intenção de que vivamos lá! Ele quer pintar um quadro de “desespero”! Deus é a nossa esperança, e a esperança é nossa fé em Sua Palavra, que foi semeada em nossos corações. 

Abraão. Podemos encontrar em Abraão um segundo exemplo de fé. Quando tinha cerca de 90 anos de idade e ainda estava sem o filho que Deus lhe havia prometido, ele “esperava contra a esperança” (Rm 4:18). Isto não é bom? Mesmo quando toda a esperança tinha se acabado, ele continuou a acreditar em Deus e a tomá-lo por Sua Palavra. Nós temos que fazer o mesmo. 

Se você tem falta de fé. Se você tem falta de fé, você deve pedir a Deus, porque existe uma batalha espiritual constante, travada por Satanás, para destruir sua fé. “Combate o bom combate da fé...” (1 Tm 6:12). “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a ” (2 Tm 4:7). Sem a fé do povo, até o poder de Jesus era inibido. “ (Jesus) Não pôde fazer ali nenhum milagre, senão curar uns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. Admirou-se da incredulidade deles...” (Mc 6:5-6). 

Aja com a fé que você tem. “E ele lhes respondeu: Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível” (Mt 17:20).  

Imitadores de fé. A melhor coisa que podemos fazer é imitar aqueles nas Escrituras que mostraram fé (você encontrará a galeria da fé em Hebreus, capítulo 11). Nós precisamos agir sobre promessas de Deus sendo “...imitadores daqueles que, pela fé e pela longanimidade, herdam as promessas” (Hb 6:12). 

Ânimo dobre ou duvidando. Você não deve ter ânimo dobre: sua mente não deve vacilar ou duvidar de Deus. “Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos” (Tg 1:6-8). 

Fé sem obras. “Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé” (Tg 2:18). Mostre aos outros que você tem fé por suas obras. Se você tem problemas no seu lar, não apenas diga que você acredita que eles serão curados, mas aja segundo esta crença. “Queres, pois, ficar certo, ó homem insensato, de que a fé sem as obras é inoperante?” (Tg 2:20). 

Fatos que não se veem. Muitos podem te perguntar se você vê qualquer mudança. Compartilhe estas Escrituras com eles. “Ora, a é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem” (Hb 11:1). “Visto que andamos por fé e não pelo que vemos” (2 Co 5:7). 

A Palavra. Como podemos ganhar fé, ou aumentar a fé que temos? “De sorte que a é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Rm 10:17). Leia a Sua Palavra e se cerque de homens fieis. 

Obediência. Não se esqueça que a obediência a Deus é essencial para a vitória. Não se esqueça do que Jesus disse: “Nem todo o que Me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus.” (Mt 7:21, 23). 

Dentro da vontade de Deus. Se você está experimentando condenação em seu coração e sentindo que não está dentro da vontade de Deus, que não guarda os Seus mandamentos e que não pede pelas coisas de acordo com a vontade Dele, então é claro que você não terá a confiança e nem a fé para receber o seu pedido das mãos do Senhor. Peça a Deus para direcionar seus caminhos e para mudar sua vontade para a vontade dEle. “..., contudo, não seja o que Eu quero, e sim o que Tu queres” (Mc 14:36). 

Oração e jejum. Jesus disse aos Seus apóstolos, “Mas esta casta não se expele senão por meio de oração e jejum” (Mt 17:21). Se você tem orado fervorosamente e tem purificado os seus caminhos, então Deus pode estar te chamando a um jejum. Existem diferentes durações de jejuns. 

Jejum de um dia. O jejum de um dia começa à noite depois da sua refeição da noite. Você bebe somente água até que o período de 24 horas estar completo; depois você come a refeição da noite do dia seguinte. Você ora pelo seu pedido durante este tempo. Este jejum pode ser feito algumas vezes por semana. 

Jejum de três dias. Ester jejuou “pelo favor” do seu marido, o rei. Ela jejuou três dias “para receber favor” dele. “Vá reunir todos os judeus que estão em Susã, e jejuem em meu favor. Não comam nem bebam durante três dias e três noites. Eu e minhas criadas jejuaremos como vocês.” (Et 4:16). 

Jejum de sete dias. Sete dias parecem representar completude. “Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus” (Ne 1:4). Normalmente será durante grande tristeza que você será “chamado” para jejuar por sete dias. Quando você estiver faminto ou fraco, use este tempo para oração e leitura da Sua Palavra. 

Um rosto triste. Mantenha-se o mais quieto possível sobre o seu jejum. Durante o jejum, você não deve reclamar ou chamar atenção para si. “Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt 6:16-18). 

O Senhor lutará suas batalhas. Fique parado e veja! Uma vez que você sabe que orou segundo o que temos lido ao longo das Escrituras, então faça como elas dizem – “Neste encontro, não tereis de pelejar; tomai posição, ficai parados e vede o salvamento que o Senhor vos dará” (2 Cr 20:17). 

Ninguém se glorie. Deus diz que somos um povo de dura cerviz! Quando a batalha for vencida ou quando a guerra terminar, que nos gloriemos somente Nele. Permaneçamos humildes. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2:8-9). “... não digas no teu coração: Por causa da minha justiça é que o Senhor me trouxe a esta terra para a possuir, porque, pela maldade ... é que o Senhor as lança de diante de ti. Não é por causa da tua justiça, nem pela retidão do teu coração que entras a possuir a sua terra, mas pela maldade destas nações ... pois tu és povo de dura cerviz ... rebeldes fostes contra o Senhor” (Dt 9:4-7). Nós todos pecamos e carecemos da glória de Deus, então que nos lembremos de que quando a batalha é vencida, nossa justiça ainda não é nada mais que trapo de imundícia. “Ora, todos nós estamos na mesma condição do impuro! Todos os nossos atos de justiça se tornaram como trapos de imundícia. Perdemos o viço e murchamos como folhas que morrem, e como o vento as nossas próprias iniquidades nos empurram para longe.” (Is 64:6). 

A intensidade das suas provas é um sinal de que você está próximo da vitória. Suas tribulações podem intensificar quando você estiver próximo de receber a vitória. “Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta” (Ap 12:12). Comecemos nosso compromisso orando Sua Palavra... 

“Querido Pai Celestial, eu entro no meu lugar de oração e, agora que fechei a porta, eu oro a Ti, meu Pai, em segredo. Como me vês aqui em segredo, me recompensarás publicamente. Está escrito que ‘tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis. ’ (Mt 21:22). 

“Ó Deus, Tu és meu Deus; cedo Te buscarei; minha alma anseia por Ti numa terra seca e árida, onde não há água. Senhor, não há ninguém além de Ti para ajudar na batalha  entre os poderosos e aqueles que não têm forças; então ajude-nos, ó Senhor nosso Deus, porque nós confiamos em Ti, e em Teu nome viemos contra esta multidão. Ó Senhor, Tu és meu Deus; que o homem não prevaleça contra Ti. 

“ Teus olhos, Senhor, passam por toda a terra para mostrar-se forte para com aqueles corações que são completamente Teus. Sonda o meu coração. 

“Porque embora andando na carne, não militamos segundo a carne, porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus para destruir fortalezas. Derribando imaginações, e toda alta coisa que se exalta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, Tu tens prontidão para vingar toda desobediência quando a Tua obediência é cumprida. 

“Ó, cesse a malícia dos ímpios, mas estabelece Tu o justo. Eu não me atemorizarei de más notícias; o meu coração é firme, confiante no Senhor. O meu coração, bem firmado, não teme, até ver cumprido, nos meus adversários, o meu desejo. 

“Que seja bendito o meu manancial, e que eu me alegre com a mulher da minha mocidade. Por que eu deveria me alegrar com uma adúltera e abraçar o seio de uma estranha? Minhas próprias iniquidades capturariam o perverso e eu seria preso pelas cordas do meu pecado. Eu morreria por falta de instrução, e na grandeza da minha tolice eu me perderia. Os caminhos do homem estão perante os olhos do Senhor e Ele considera todas as suas veredas. 

“Abraão esperou contra a esperança, creu em esperança, e não se enfraqueceu na fé; ele não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus. Ele estava plenamente convicto de que Ele era poderoso para cumprir o que prometera. 

“Porque, na esperança, fomos salvos. Pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos. Eu teria perecido, se não cresse que veria a bondade do Senhor na terra dos viventes. Tem bom ânimo, e Ele fortalecerá o teu coração, sim, espera no Senhor. Os que esperam no SENHOR renovarão as suas forças e subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão e não se fatigarão. 

“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de Ti, que trabalha para aquele que nele espera. Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor para todo o sempre. Amém.” 

Que Deus te Dê a Vitória 

Comprometimento pessoal: Orar ao nosso Pai ao invés de abandonar o campo de batalha ou usar o braço da carne. “Baseado no que eu aprendi da Palavra de Deus, eu me comprometo a purificar todos os meus desejos e preocupações em oração. Eu reconheço que a única forma de vencer minhas batalhas é conhecendo e aplicando a Sua Palavra à minha vida.”

Junte-se a Vitória! Não assista apenas. Jornada de Restauração não é um esporte para ficar apenas assistindo! Derrame o seu coração em cada Lição!
Por favor, comece a DOCUMENTAR, tendo o SENHOR em mente, sobre o que você aprendeu todos os dias pelos próximos 30 Dias para "Restaurar Seu Casamento".

Quanto mais você derramar o seu coração nos formulários, mais Deus e nós poderemos ajudá-lo. Esses formulários o ajudarão a manter o histórico. CLIQUE AQUI